24 fevereiro 2015

Cegos da Angola

Bom dia Gente linda do brasil!

Hoje vim compartilha um pouco com vocês sobre uma ONG que acabei conhecendo pelo instagran,super iper mega master bacanudo HAHAH,agora falando serio a ONG se trata de cuida de cegos vindo da angola.



Desde 2001, vive em Curitiba um grupo de dez cegos angolanos. Todos estão sob risco de ter de regressar, por pressão do consulado do país africano, que deixou de pagar as bolsas com as quais os jovens se mantinham por aqui.
Os angolanos vieram ao Brasil há 14 anos, por intermédio da ONG angolana Fundação Eduardo Santos (Fesa) e pelo Fundo Lwini. Angola vivia sob uma guerra civil e, aqui, seriam educados e receberiam tratamento de saúde.
Por dez anos, moraram no Instituto Paranaense de Cegos (IPC): passaram pela alfabetização, tiveram aulas de AVD (Atividade da Vida Diária) e de informática, concluíram outros cursos e praticaram esportes. Desde 2011, moram em duas repúblicas: uma na Mercês, outra no Bairro Alto.
O visto de cortesia cedido pelo Governo brasileiro expira agora em abril de 2015. Se nada acontecer até lá, eles terão que voltar, contra sua vontade, para Angola, país onde não tem nenhum vínculo familiar, nem visual.
Muitos estão prestes a se formar na faculdade, e correm o risco de jogar fora toda a sua vida e voltar pra um país, agora desconhecido, sem estrutura para pessoas com deficiência visual.
"QUEREMOS FICAR!"
“Chegamos com idades entre 7 e 10 anos. Passamos a maior parte da vida aqui. Todos estudamos, fazemos faculdade e queremos nos formar e ter independência”, explica Isabel, que acaba de concluir o penúltimo ano de Direito.
“Os representantes do consulado disseram: ‘Não tem conversa. Está decidido. Podem espernear’. Não nos deram nenhuma justificativa”, conta Prudêncio Jeferson Tumbika, que iniciará em 2015 o terceiro ano de Jornalismo.

Precisamos da ajuda de vocês, para que essa história se torne conhecida de todos os brasileiros, e que o Itamaraty e o Governo brasileiro tenham um pouco de amor em seus corações, além de dignidade e respeito, concedendo o direito aos queridos angolanos, que são já mais brasileiros que angolanos, de permanecerem, terminarem os estudos e fazerem de suas vidas o que for de sua vontade.

Existe uma pedição online para que eles fiquem no pais.

email de contato:
cegosdeangola@gmail.com

2 comentários:

© BL Design - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥ .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo